600 pedidos de realojamento nos bairros sociais

Continua a procura de habitações para os bairros sociais da CASFIG.
Nesta altura, os serviços da Coordenação de Âmbito Social e Financeiro
das Habitações de Guimarães, têm em carteira cerca de 600 pedidos de
realojamento nos seus bairros sociais. Segundo Cristina Dias da CASFIG, na
origem destas solicitações não estão propriamente problemas de degradação
habitacional, mas sim dificuldades económicas que levam muitos agregados
familiares a procurarem rendas calculadas em função dos rendimentos.
Porém,
a filosofia da CASFIG não é apenas oferecer a chave de uma nova casa. Além do
tecto, os serviços estão empenhados em proporcionar aos residentes um projecto
de vida, intervindo na resolução dos seus problemas sociais.

In
"Guimaraes Digital"
12/Julho/2004